29 de outubro de 2018

Especial SPFWn46: Hiperrealidade de Cotton Project


Olá Meninas,

Para edição N46 do São Paulo Fashion Week, a Cotton Project faz um paralelo entre o documentário Hypernormalisation, de Adam Curtis e o atual cenário em que vivemos. Pelo olhar de Rafael Varandas, a grife explora o conceito em que é impossível decodificar o que é real e o que é ficção, em um mundo aonde tudo é tão perfeitamente misturado, que não é possível saber onde um começa e o outro termina.


O ponto de partida da coleção é feita pelo estereótipo do turista de veraneio ao redor do mundo, tendo seu start na década de 60, no Hotel  Du Cap, na Riviera Francesa até os dias de hoje. A estação carrega uma rica bagagem de códigos aspiracionais e hedonistas, mas também esconde um lado sombrio, de obscuridades sociais à problemática do lixo.

Pela primeira vez, a grife desfila uma coleção feminina, que é além da versão masculina, que tem o sportswear em seu DNA. A Cotton Project para as mulheres, aposta na auto expressão, criatividade, dedicação e no senso  de comunidade, mood que já faz parte da turma de mulheres que hoje, representam 30% dos clientes da marca.


Hiperrealidade
Condição em que o que é real e o que é ficção é tão perfeitamente misturado ao ponto de ser impossível saber onde um  começa e outro termina. O termo nasceu na União Soviética que, em sua decadência econômica nos anos 80, ainda possuía propaganda positiva sobre o sistema,  deixando confusos os moradores. Hoje em dia o conceito é  aplicado de propaganda política do Trump até a relação com  a “bolha” nas redes sociais.
“A  sunny  place for  shady people…”
" Um Lugar ensolarado para pessoas com sombra..."


Colabs Cotton Project

Cotton  Project x  LOUIE
A segunda parceria entre as duas grifes, agora  para o Verão 2019, segue o tema do desfile,  a hiperrealidade do verão, e aposta no mocassim.  Costurado à mão e feito com couro, a peça virá  em três cores: todo preto, camurça avelã e branco;  todos em matéria-prima natural.

Cotton  Project x  Visionari   
Duas  marcas  independentes  e de design autoral,  Cotton Project e Visionari  se unem nesta edição do SPFW na curadoria dos óculos de sol que definem a Hiperrealidade do Verão. Da imagem de glamour da estação, consolidada na Rivera Francesa na metade do século passado, até a relação conturbada com o turismo nos dias de hoje; as duas marcas trazem modelos que descrevem esta  relação de realidade e ficção do Verão. A seleção  passa por  modelos “gatinho”, representados pelos óculos  Isabela, Pamela e Marianne; até modelos mais contemporâneos, representado pelos modelos Vinyl e Wooster Ace. Todos da marca Illesteva.


Cotton  Project x  Bento Store
A  Hiperrealidade do Verão mostra a relação entre os dois lados da estação. Do lado real, um dos maiores problemas gira em torno do lixo gerado, em especial do plástico. Com foco na redução do consumo de garrafas plásticas, a Cotton Project se une a Bento Store para customizar uma garrafa térmica, a Bento GO! que mantém as bebidas geladas por 24 horas e as quentes por até 12 horas, uma alternativa para hidratação diária sem a geração de lixo. Um mosquetão permite a fixação da garrafa em bolsas e calças.

Cotton  Project x  Sprint Têxtil
A Sprint Têxtil trouxe inovadoras soluções em estamparia digital para o verão da Cotton Project, com quatro estampas em diversas bases, que darão origem de camisas a calças, tanto para a linha masculina quanto feminina.

Cotton  Project x  Beauté
A beleza, assinada pelo beauty artist Dindi Hojah segue o mood da coleção, trazendo uma referência fresh e atemporal, com make by Klasmē, e cabelo com produtos da Lowell Cosméticos.


Outras coleções de Cotton Project


SPFWN45: Cotton Project


O que acharam da coleção? 

Prestem atenção nas listras coloridas, elas são tendencia para o próximo verão...

Beijos

Fonte: Fotos Site FFW e Texto Divulgação


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...